Tia Roberta Odontopediatra » Blog Archive » A AIDS pediátrica e as suas manifestações bucais
1
fevereiro
2016
A AIDS pediátrica e as suas manifestações bucais

Oi pessoal!

Início de semana significa…vamos com tudo! Hoje abordarei um tema que não vemos muito nos livros, mas me chamou a atenção na última leitura que fiz. Vamos hoje falar sobre AIDS PEDIÁTRICA.

aids3

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) é uma condição sistêmica de deficiência imunológica provocada pelo vírus do HIV (Vírus da Imunodeficiênca Humana), podendo gerar diversas manifestações no indivíduo, inclusive algumas significativas na cavidade bucal. O vírus faz parte do grupo Retroviridae e Lentiviridae, necessitando da presença de uma enzima chamada trancriptase reversa para multiplicar-se. Essa enzima é responsável pela transcrição do RNA viral, integrando-se ao genoma do hospedeiro e podendo ser encontrado em diversas secreções, como soro, sangue, sêmen, lágrima, urina, secreções do ouvido e vaginal, leite materno, etc.

Ao entrar em contato com o corpo humano, o HIV afeta os glóbulos brancos, o que reduz a resposta imune e favorece infecções por meio de bactérias, fungos e vírus. Existe uma leve diferença dos sintomas dos adultos e crianças, já que as mesmas possuem um sistema imunológico imaturo, o que provoca uma maior possibilidade de contração de infecções; sendo assim, as manifestações bucais podem ser evidenciadores da doença, pois as mesmas são facilmente diagnosticadas.

HIV

O termo “AIDS pediátrica” é usado quando a infecção pelo HIV ocorre em indivíduos de 0 a 13 anos; cerca de 90% das crianças adquirem o vírus pelas suas mães (transmissão vertical), podendo ocorrer durante a gestação, parto ou amamentação pelo leite materno. Outros casos de crianças contaminadas pelo HIV são as hemofílicas, receptoras de transfusão sanguínea, crianças que sofreram abuso sexual ou usaram drogas injetáveis.

Nos EUA, mais precisamente no Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), foram incluídas algumas manifestações estomatológicas nos critérios para classificação da AIDS pediátrica combinando com outros marcadores da progressão da doença, auxiliando no seu diagnóstico. Os primeiros relatos sobre AIDS em crianças já mencionavam a presença de lesões como candidose sugerirem quadros de imunodeficiência. É muito importante que seja avaliada a condição sistêmica da criança; as principais manifestações que sugerem o diagnóstico de AIDS são: hipertemia intermitente, inapetência, emagrecimento, linfoadenopatia generalizada, medo, ansiedade, euforia, nervosismo, depressão, atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, cegueira, diarreia recorrente ou crônica, hepatoesplenomegalia, otite média, encefalopatia, miocardiopatia, síndrome nefrótica, púrpura trombocitopênica, cefaleia, etc.

Existem lesões bucais que são comumente associadas à infecção pediátrica pelo HIV, como já foi dito anteriormente. Elas classificam-se de acordo com o seu agente etiológico: as lesões fúngicas (candidose orofaríngea), lesões virais (herpes recorrente e leucoplasia pilosa); doenças periodontais (eritema linear gengival), doença das glândulas salivares (hipertrofia da glândula parótida), e outras lesões multifatoriais (úlceras aftosas recorrentes, cárie, petéquias, sarcoma de Kaposi, linfoma não Hodgkin, hipoplasia de esmalte, condiloma acuminado e impactação dental).

Candidose.

Candidose.

A xerostomia tem sido frequentemente associada e relatada por indivíduos portadores do HIV, podendo ocorrer em decorrência do uso de medicamentos. A diminuição do fluxo salivar contribui para o crescimento de fungos, em especial a Candida albicans e a Candida dubliniensis. Nesses casos devem ser tomadas as medidas para a manutenção da saúde bucal, como o uso de substitutos de saliva, redução na ingestão de carboidratos fermentáveis, higiene bucal intensa e uso de fluoretos.

drugs_cause_dry_mouth

Caso queiram saber sobre as manifestações bucais e detalhes da AIDS pediátrica sugiro que façam a leitura do capítulo 14 do livro Odontopediatria: Prática de saúde baseada em evidências, do Imparato.

CAPA_Imparato_Odontopediatria.indd

Beijos!

Uma boa semana a todos.







[pulaalegria] (óculos) (triste) (sorrisão verde) (seta) (piscada) (pensativo) (muito triste) (mega feliz) (malvado) (lingua) (interrogação) (idéia) (gargalhada) (feliz) (exclamação) (envergonhado) (doido) (confuso) (como assim) (chocado) (bravo)