Tia Roberta Odontopediatra » Blog Archive » A Odontopediatria preventiva
20
julho
2015
A Odontopediatria preventiva

DSC_7633blog

A Odontologia atual, tanto no âmbito da saúde pública como na privada, preconiza a prevenção como sendo a opção de tratamento mais importante no seu paciente, ou seja, o trabalho de motivação e promoção de saúde devem começar antes da criança/adulto ter qualquer problema bucal, ao invés do que acontecia antigamente, em que as pessoas de uma maneira geral só frequentavam o consultório odontológico quando tinham alguma doença, sendo praticado portanto, uma Odontologia exclusivamente curativa.

Na Odontopediatria, o sucesso da prevenção tanto no consultório como em casa, está na motivação dos pais e da criança quanto à escovação dos dentes. É muito importante o diálogo e a explicação do desenvolvimento das doenças bucais (em especial à cárie), sendo fundamental para a compreensão da importância dos métodos preventivos, ou seja, a criança frequentar o consultório “somente” para escovar os dentes.

Acontece que esse “somente” é o ponto de início de todo um trabalho educativo que o profissional Odontopediatra realiza na criança, mudando todo o seu estilo de vida, e quem sabe, o seu futuro, já que sabemos que o sorriso é a porta de entrada para qualquer relação, seja profissional ou pessoal. Gosto de pensar que somos educadores, além de dentistas, e sinto muito orgulho disso! Vamos então mergulhar no mundo da prevenção? :)

A consulta preventiva é a mais importante de todo o tratamento porque é o momento em que os pais tiram todas as dúvidas que possuem quanto à higienização e alimentação da criança (alimentos com potencial cariogênico). As dúvidas são diversas: desde qual tipo de escova comprar, a quantidade de creme dental que deve ser utilizado e o uso do flúor ou não (essa é uma dúvida que ainda persiste entre os pais). Respondendo essas últimas perguntas: As escovas dentais devem ser de cerdas macias e cabeça pequena, de forma que irão “caber” na boquinha da criança; alguns fabricantes produzem escovas grandes demais e inapropriadas para a anatomia da cavidade bucal infantil, dificultando a higienização; portanto mamães e papais, sempre fiquem atentos quanto à isso! O tamanho do cabo também pode variar de acordo com a faixa etária da criança.

foto post mamae 2x

Mas em que idade deve-se começar a escovar os dentes? Entendemos que as crianças devem iniciar a escovação a partir do momento em que erupcionam os dentinhos, utilizando a partir desse momento escova infantil e creme dental COM flúor a partir de 1.100 ppm (preconizado pela Associação Brasileira de Odontopediatria) utilizando a medida de um grão de arroz cru para crianças que não sabem cuspir e um grão de ervilha para crianças que sabem; essa medida irá prevenir a fluorose, que é a principal preocupação que os profissionais tem quanto ao uso do flúor. Acontece que já foi comprovado cientificamente a importância do mesmo na prevenção da doença cárie, reduzindo em mais de 50% a incidência de lesões, portanto se os pais utilizarem a medida corretamente não haverá nenhum tipo de prejuízo.

image1

A quantidade de vezes em que a criança deve escovar os dentes também é um questionamento que os pais sempre tem, e o ideal seria que ela higienizasse sempre depois das refeições, em especial quando ingerir alimentos com potencial cariogênico (açúcar).

Nas consultas preventivas, normalmente o profissional também orienta os pais e a criança quanto à técnica de escovação mais adequada para a sua faixa etária, explicando de uma forma lúdica como os dentinhos devem ser escovados (movimento do trenzinho, da bolinha, da vassourinha…). Isso prende a atenção da criança e ajuda a fixar os movimentos na hora em que ela vai escovar sozinha em casa!

DSC_7588blog

Existe ainda toda uma gama de informações a serem divulgadas, pois a consulta preventiva é muito rica, por isso é tão valiosa no consultório! Para os demais esclarecimentos, visite um Odontopediatra para tirar as suas dúvidas, afinal a consulta em tempo regular é importantíssima para manter a motivação na criança e a garantia de um mundo sem cárie!







[pulaalegria] (óculos) (triste) (sorrisão verde) (seta) (piscada) (pensativo) (muito triste) (mega feliz) (malvado) (lingua) (interrogação) (idéia) (gargalhada) (feliz) (exclamação) (envergonhado) (doido) (confuso) (como assim) (chocado) (bravo)